Especialidades

 

UNIDADE DE TRANSPLANTE RENAL

O Hospital Universitário Ciências Médicas possui uma moderna e bem estruturada Unidade de Transplante Renal, inaugurada em 19 de novembro de 2008, como resultado do espírito filantrópico e humanitário de empresários e membros da sociedade. Ocupando uma ala do hospital de 250m2, sua construção, aparelhos médicos, computadores, televisões, material cirúrgico, rouparia e outros foram doados para que o projeto e as obras fossem viabilizados. A Unidade recebeu o nome do Dr. Ricardo Valadares Gontijo, diretor presidente da Direcional Engenharia, responsável pela sua construção.

 

INFRAESTRUTURA E TRATAMENTOS OFERECIDOS

  • Corpo clínico

- Euler Pace Lasmar

Diretor Técnico, Professor Titular em Nefrologia da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Fellow em Nefrologia na Universidade de Nova York.

 

- Marcus Faria Lasmar

Coordenador, Doutor em Medicina pelo Instituto de pesquisa da Santa Casa de Belo Horizonte e Fellow em Nefrologia na Universidade de Columbia (USA).

 

- Luiz Flávio Couto Giordano

Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de Minas Gerais, título de especialista pela Sociedade Brasileira de Nefrologia.

 

- Heloisa Reniers Vianna

Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de Minas Gerais, título de especialista pela Sociedade Brasileira de Nefrologia.

 

- Flavia Carvalho Leão Reis

Nefrologista com título de especialista pela Sociedade Brasileira de Nefrologia, Fellow em nefrologia na Universidade do Alabama (USA).

 

- Luis Gustavo de Freitas Trindade

Nefrologista com Fellow na Fundacion Puiguart (Barcelona- Espanha).

 

- Priscilla Freitas Sampaio

Residência em Nefrologia e Clínica Médica pelo Ministério da Educação no Hospital Universitário Ciências Médicas.

 

- Hemerson Paul Vieira Marques

Mestre em Cirurgia Geral pela Universidade Federal do Paraná, título de especialista pelo Colégio Brasileiro de Cirurgiões.

 

- Bernardo Pace Silva de Assis

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia, Fellow em Urologia no Hospital Universitário de Innsbruck (Áustria).

 

- Sérgio Caporali de Oliveira

Especialista pelo Ministério da Educação em Cirurgia Cardiovascular, Membro Associado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular.

 

- Francis Athaide Vieira

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia, Médico Assistente do Serviço de Urologia do Hospital Universitário Ciências Médicas.

 

- Edson Henrique Nascimento

Médico Assistente do Serviço de Urologia do Hospital Universitário Ciências Médicas.

 

- Paulo Cesar Sales

Professor de Anestesia da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, Coordenador da Residência Médica de Anestesia pelo Ministério da Educação e Sociedade Brasileira de Anestesia

 

  • Área Física

As instalações inteiramente informatizadas são compostas por secretaria, consultório, sala de reuniões, 10 leitos distribuídos em enfermaria feminina e masculina contendo televisão, ar condicionado e mini-UTI possuindo monitores, respirador artificial, carrinho de ressuscitação com desfibrilador e aparelho de ultrassom portátil.

 

- Ambulatório pré-transplante

Prepara os pacientes candidatos ao transplante, bem como os eventuais doadores. Todos os exames complementares são oferecidos pelo SUS e realizados no hospital e ambulatórios da Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais. Atualmente são encaminhados pacientes de 43 Unidades de Hemodiálise do Estado de Minas Gerais e uma da Bahia. Desde a inauguração foram feitos 10.306 atendimentos nesse ambulatório.

 

- Ambulatório pós-transplante

Atende os pacientes transplantados, visando a manutenção do enxerto, prevenindo complicações e enfatizando a importância da aderência aos medicamentos imunossupressores através de manual contendo todas as orientações a serem seguidas. Todos os exames laboratoriais e medicamentos também são oferecidos gratuitamente pelo SUS. Desde a inauguração foram realizadas 24.445 consultas neste ambulatório.

 

- Unidade de Internação

Além dos 10 leitos da Unidade de Transplante, são oferecidos outros 13 leitos da Unidade de Nefrologia, construída ao lado da Unidade de Transplante Renal, o que permite e agiliza a internação de pacientes atendidos na urgência. Desde a inauguração foram realizados 587 transplantes, sendo 294 com doadores vivos e 283 com doadores falecidos, com total de 2036 internações. No ano de 2016 a Unidade realizou o maior número de transplantes com doadores vivos no estado de Minas Gerais e o quinto do Brasil, sendo que nos últimos 2 anos todos os casos de retirada de rim do doador vivo foram feitos por videolaparoscopia. Este procedimento possibilita ao doador de rim uma cirurgia mais indolor, mais estética, possibilitando alta hospitalar e retorno mais precoces às suas atividades do dia-a-dia.

 

Gráfico - Evolução renal do número de transplantes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Atividades científicas

A equipe médica é estimulada permanentemente a desenvolver atividades científicas e de docência na especialidade. No período de 2008 à 2016 as seguintes atividades foram realizadas:

- Capítulos de livros = 11

- Artigos publicados em revistas nacionais e internacionais = 10

- Apresentação de trabalhos em congressos internacionais e nacionais = 64

- Participação em eventos, congressos e palestras nacionais e internacionais = 77

- Participação em Comissão Editorial de Revistas Nacionais = 04

- Participação em Diretoria de Sociedades Médicas = 05

- Prêmios títulos e homenagens = 9

- Organização de eventos = 02

- No ano de 2017 quatro pós-graduandos vinculados ao Programa de Pós-graduação da Faculdade de Ciências Médicas, desenvolvem trabalhos para defesa da dissertação de mestrado através do banco de dados do nosso centro de transplantes.

 

  • Gestão em transplante

A Unidade de Transplante busca continuamente a excelência nos resultados e cuidados com o paciente. Desde 2014 com a Implementação do modelo Gestão, foram implementados a Visão, Missão, e Valores da Unidade de Transplante Renal para direcionar a Unidade na definição de indicadores de desempenho para a busca de resultados ainda melhores junto aos mais de 1500 pacientes vinculados à instituição, analisados mensalmente e anualmente pela equipe.

  • Central de Atendimento

Rua Aimorés 2896, 2º Andar, Bairro Santo Agostinho, Belo Horizonte.

CEP 30.140-073

Telefone: (31) 3299-8200

  • CENTRO DE NEFROLOGIA CLÍNICA

As doenças renais apresentam uma prevalência elevada na população nacional e mundial. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia a incidência da doença renal crônica no mundo é de 10 a 15%. No Brasil a estimativa é que mais de 10 milhões de pessoas tenham a doença.

O Centro de Nefrologia Hospital Universitário Ciências Médicas busca oferecer um atendimento humanizado e de qualidade, com a finalidade de promover o bem-estar e a saúde dos pacientes, através de uma completa infraestrutura.

  • INFRAESTRUTURA E TRATAMENTO OFERECIDOS
  • Corpo clínico

Diretor Técnico: Euler Pace Lasmar

Coordenadora: Patrícia Vasconcelos Lima

Nefrologistas: Marcus Faria Lasmar

Luiz Flávio Couto Giordano

Heloisa Reniers Vianna

Rogéria Gariglio

Tiago Abramo Alves

  • Ambulatório de nefrologia clínica

Atende diariamente pacientes do SUS, que são encaminhados com patologias renais variadas, via rede pública de saúde. Participam do ambulatório alunos da Faculdade de Ciências Médicas e os residentes de Nefrologia do Hospital. No período de 01 de janeiro de 2008 à 28 de fevereiro de 2017 foram atendidas 13.103 pacientes.

  • Unidade de Internação

Construída e doada pelo Diretor Presidente Direcional Engenharia, Dr. Ricardo Valadares Gontijo. Inaugurada em 2012, possui 13 leitos em 4 enfermarias com camas confortáveis, televisões, armários e banheiros. Os pacientes são atendidos por uma equipe multidisciplinar com médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e fisioterapeutas.

  • Unidade de Hemodiálise

A hemodiálise é um procedimento através do qual uma máquina limpa e filtra o sangue do paciente, retirando as toxinas e resíduos prejudiciais à saúde, exercendo, portanto, funções que o rim doente não pode fazer.

A Unidade do Hospital Universitário Ciências Médicas é de pequeno porte, com 13 máquinas modernas, permitindo atender 72 pacientes por mês. Oferece um tratamento seguro e diferenciado para os paciente, sendo o atendimento feito por médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas e assistentes sociais.

 

Cirurgia Plástica – Corpo Docente

José Cesário Almada Lima

Lúcio Flávio Manetta Martins Belém

Wellerson Rodrigues Gaspar

Teodoria Barcelar

Renata Pereira Tavares

Daniel Fagundes

Lúcia Melissa

Sérgio André de Moraes

Alexandre Meira

 

Instituído em 1990, o setor de Cirurgia Plástica começou com 5 preceptores que construíram a estrutura do serviço no Hospital Universitário Ciências Médicas – MG. Esse processo durou cerca de 3 anos a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica junto ao MEC, credenciaram a Residência Médica e Especialização na instituição.

Hoje, a área recebe além de alunos da Faculdade Ciências Médicas – MG, estagiários de países como Portugal, Alemanha, Colômbia, Paquistão e outros locais ao redor do mundo. Uma referência de aprendizado e vivência profissional e acadêmica. Com grande nível de aprovação na prova da Associação que acontece todo ano.

Atualmente são realizadas cerca de 50 cirurgias 100% SUS por mês, incluindo Abdominoplastia, Rinoplastia, Mamoplastia Redutora, e outros pequenos procedimentos como Orelha Proeminente, Enxerto de Pele, Sequelas de Queimadura e Trauma.

Sobre a Especialidade

A Angiologia, Cirurgia Vascular e Endovascular são especialidades que buscam estudar e tratar os vasos sanguíneos (veias e artérias) e os vasos linfáticos.

A cirurgia vascular, apesar de ser uma especialidade recente, nos últimos anos, passou por importantes transformações devido à incorporação das novas tecnologias. Essa mudança esteve em muito relacionada com o advento da cirurgia endovascular, ou seja, com a possibilidade do tratamento por dentro dos vasos sanguíneos. Como exemplo, até recentemente, todos os aneurismas de aorta abdominal eram tratados com cirurgia aberta, associados à extensa incisão abdominal e a toda a morbidade relacionada a um procedimento desse porte. O avanço da cirurgia vascular tornou possível a incorporação de técnicas de implante de endoprótese, por via endovascular, que permitem, atualmente, a correção de cerca de 80% dos aneurismas de aorta abdominal. Geralmente, os pacientes são tratados por meio de incisões na região inguinal, sem o acesso abdominal, o que também reduz a morbidade pós-operatória. Embora a técnica desenvolvida por Parodi tenha seu primeiro caso realizado no mundo em 1989, sua maior utilização somente foi observada na última década.

Essas mesmas técnicas endovasculares também modificaram de forma significativa o tratamento da doença arterial obstrutiva periférica, geralmente, caracterizada pelo acúmulo de placas de gorduras nas artérias, com ocorrência principalmente nos membros inferiores, o que leva a uma redução do fluxo sanguíneo.

Por causa disso, a pessoa pode apresentar dor nos membros inferiores ao caminhar, principalmente na panturrilha, sendo que o alivio vem com um pequeno descanso. Nas fases iniciais, isso ocorre apenas após grandes esforços, ou seja, quando a pessoa caminha longas distâncias ou sobe uma ladeira, por exemplo. Porém, com o avançar da doença, o mal-estar surge com mais frequência, após a conclusão de percursos cada vez menores. A fase mais grave relaciona-se com presença de dor, mesmo em repouso, ou o surgimento de feridas, principalmente nos pés. É exatamente nesse momento que existe o maior risco de amputações. Até poucos anos atrás, todas as intervenções cirúrgicas, quando indicadas, eram realizadas com cirurgias convencionais. Hoje, na maior parte das vezes, o tratamento pode ser feito por meio de técnicas endovasculares, que são menos invasivas, proporcionam menor tempo de hospitalização e recuperação mais rápida. Geralmente, elas são realizadas através de punção das artérias no nível da virilha, de onde é realizada a revascularização do sistema arterial.

No campo das doenças venosas, nas tromboses venosas profundas de grandes proporções, para evitar o risco de sequelas locais futuras, podem ser realizados procedimentos intervencionistas com o objetivo de destruir os coágulos.

Por fim, o tratamento das varizes dos membros inferiores também foi modificado com a incorporação dessas novas técnicas. O uso de laser na cirurgia de varizes e a escleroterpia com espuma reduzem o tempo de repouso, o retorno às atividades profissionais e torna desta forma, o pós-operatório menos traumático.

Sobre a especialidade no Hospital Universitário Ciências Médicas - MG 

Equipe de Angiologia, Cirurgia Vascular e Endovascular do Hospital Universitário Ciências Médicas de Minas Gerais.

Coordenador - Antonio Henrique de Sousa Quintella

Claudio Almeida Parra

Paula Cardoso Diniz

Gustavo Costa Franklin dos Reis

Guilherme de Castro

Vanessa Rangel Andrade

Ebio Siqueira Araujo

O Hospital Universitário Ciências Médicas possui três diferentes vertentes na área da Angiologia, Cirurgia Vascular e Endovascular: assistência médicaensino e pesquisa.

A equipe é composta por cirurgiões, além de especializandos e residentes, que atendem às urgências em tempo integral, realizando atendimentos ambulatoriais, interconsultas, cirurgias eletivas e de urgência. Além disso, um serviço de ecografia vascular com atendimento eletivo e de urgência mantém um suporte 24 horas. Devido ao credenciamento por parte da Secretaria da Cirurgia Vascular e Endovascular, são realizados nesta Instituição, todos os cuidados de doenças vasculares. Desde o tratamento da insuficiência venosa até as modernas técnicas para a correção endovascular dos aneurismas de aorta.

O Hospital possui, ainda, uma importante participação junto ao Centro de Investigação Cardiovascular (CIC), que atua exclusivamente para incentivar, planejar e executar pesquisas clínicas na área da medicina cardiovascular, desenvolvendo desta forma, o conhecimento e novas tecnologias.

A Instituição tem uma importante vocação para o ensino, sendo responsável pela formação de diversos alunos de Graduação de Medicina, especializandos, residentes de cirurgia vascular e pós-graduandos nesta área. Apresenta também, cursos de curta duração, abrangendo temas específicos da área e promove a capacitação de diversos profissionais para o mercado. Especificamente, temos a participação curricular dos acadêmicos do sexto ano durante o estágio das clínicas cirúrgicas na cirurgia vascular, buscando um aprendizado dos temas básicos da especialidade, fundamental a boa formação do médico generalista. Regularmente neste tópico, oferece-se ainda:

-Estágio acadêmico extracurricular de Angiologia, Cirurgia Vascular e Endovascular

A cada semestre são ofertadas cinco vagas para os estudantes de medicina da Faculdade Ciências Médicas - MG. A seleção é realizada através de provas escrita e entrevista. Durante o estágio, o acadêmico tem a possibilidade de se aprofundar no universo da especialidade, através de aulas teóricas semanais abrangendo os diversos temas da especialidade, visitas ao centro cirúrgico, ambulatorial, enfermaria e setor de ecografia vascular.

-Especialização de Cirurgia Vascular

Todo ano são selecionados dois especializandos através do concurso realizado na faculdade Ciências Médicas - MG. Eles devem ter cursado previamente residência ou especialização em Cirurgia Geral. A duração desta especialização é de dois anos e contempla uma formação ética em todas as áreas da especialidade, possibilitando ao final o adequado exercício da profissão.

Semanalmente, esta equipe avalia diversos pacientes através dos ambulatórios, bem como pacientes internados, que foram encaminhados pela Secretaria de Saúde ou oriundos dos outros serviços da Instituição.

Em suma, o Hospital Ciências Medicas – MG oferece a possibilidade de um tratamento adequado dos pacientes vasculares, com a utilização de moderna infraestrutura, equipe medica qualificada e atendimento em todas as áreas da cirurgia vascular/endovascular.

Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item
Conteúdo do item